Overdose de Coringa: Jeff Lemire e Andrea Sorrentino lançam “Killer smile”, a nova HQ do personagem

Os fãs de cultura pop não poderiam fechar 2019 sem bisbilhotar o longa Coringa ou pelo menos sem ouvir falar dele, que foi lançado nos cinemas do Brasil em outubro deste ano.

A obra, dirigida por Todd Phillips, suscitou uma série de debates e questionamentos a respeito de aspectos sociais, patológicos e a suposta banalização da violência, embora uma interpretação atenta e reflexiva de imediato desconsidere a ideia de que a proposta de Coringa é glorificar o assassino e romantizar/justificar a violência. 

Poderíamos nos dar por satisfeitos com a produção, cujo protagonista é um personagem adorado dos comics, às vezes até mais protagonista do que sua nêmese – o Batman –, a julgar por histórias como A piada mortal, de Alan Moore (roteiro) e Brian Bolland (arte), e Coringa, de Brian Azzarello (roteiro) e Lee Bermejo (arte).

O universo dos quadrinhos, contudo, nos reserva ainda mais uma surpresa: já foi publicado nos Estados Unidos o primeiro número de Joker: killer smile, história escrita por Jeff Lemire e desenhada por Andrea Sorrentino; ambos já trabalharam juntos em outros títulos, como o bom (mas esquecível e nada surpreendente) Arqueiro Verde: a guerra dos renegados e em Gideon Falls, história que foge do circuito Marvel e DC de publicação de HQs. 

Já é bom avisar que Killer smile, cuja segunda issue tem previsão de lançamento para meados de dezembro nos EUA, não é adequado para menores de 18 anos; o quadrinho vem sendo publicado pelo selo Black Label da DC Comics, algo equivalente ao Marvel Max da editora concorrente, que tem como característica o desenvolvimento de arcos com violência e sexo explícitos, bem como a abordagem de temas adultos.

Não se sabe ao certo quando a história chegará ao Brasil, mas podemos esperar que ela siga o padrão dos outros lançamentos estrangeiros de publicações mensais. 

Joker killer smileCapa de Killer smile #1

Em uma sinopse bem resumida, que pode ser lida no site da própria DC Comics, Joker: killer smile trará o Coringa preso em uma espécie de sanatório (não se sabe se o Asilo Arkham ou algum outro), tendo como interlocutor o Dr. Ben Arnell. Parece que Arnell tentará cumprir suas funções de bom doutor ao dialogar com o Coringa, mas já podemos ter um ligeiro palpite de onde isso vai dar (pode não ser nada legal).

Pelas informações disponíveis e pelas imagens da HQ que circulam pela internet, o Batman não parece dar as caras na história, o que é algo relativamente pouco recorrente nos quadrinhos de seu universo. Mesmo em Coringa, dos já citados Azzarello e Bermejo, o Homem-Morcego faz sua aparição, ainda que lá pelas últimas dez ou cinco páginas.

Vale destacar, a propósito, que Lemire e Sorrentino usaram Coringa e a também já citada A piada mortal como referência e inspiração para Killer smile; assim, podemos esperar algo minimamente incômodo e visceral. 

Quadrinhos que trazem como protagonistas os vilões da Marvel e da DC não são tanta novidade nos novos tempos. Da primeira, destacam-se duas histórias: Mercenário: anatomia de um assassino, de Daniel Way e Steve Dillon, e Magneto: infame, de Cullen Bunn (que também assina a questionável Deadpool massacra o universo Marvel) e Gabriel Hernandez Walta.

Na primeira, o Mercenário está detido em um presídio tecnológico de segurança máxima, o que é compreensível considerando a implacabilidade de seus atos cruéis (Elektra Natchios que o diga…), e dois homens da lei vão até ele ouvir a história da vida do personagem e o que o fez se tornar tão mau, uma espécie de biografia.

Já em Magneto: infame, vemos uma verdadeira cruzada do personagem que nomeia a história a fim de exterminar, à semelhança de um carrasco, todos aqueles que, de alguma forma, contribuíram com o extermínio de seres mutantes ao longo dos anos. O teor político do quadrinho é bem delineado, trazendo flashbacks da infância de Max Eisenhardt, que, por ser judeu, sofreu as agruras do regime nazista durante a Segunda Guerra Mundial.

Em uma analogia simples, nas histórias dos X-Men, o Professor Xavier representa o ideal visionário, social e pacífico de Martin Luther King Jr., cuja principal arma eram seus discursos, enquanto o Magneto faz as vezes de Malcolm X, que, à frente da Nação do Islã, liderava os negros instigando-os a pegar em armas em certas ocasiões.

Jeff Lemire tem sido um dos autores mais lidos e comentados de alguns anos para cá, tendo em vista a sua versatilidade de escrita. O roteirista, embora trabalhe para as majors de quadrinhos, também desenvolveu trabalhos autorais interessantes, a exemplo da adaptação de O homem invisível, de H. G. Wells, um dos mestres da ficção científica; O ninguém, nome que recebeu a obra de Lemire, saiu este ano pela editora Pipoca & Nanquim, cujo catálogo de quadrinhos não para de crescer desde 2017, quando a editora foi fundada.

Além disso, Jeff Lemire é ganhador do Prêmio Eisner, que está para os quadrinhos assim como o Oscar está para o cinema, pela obra Sweet tooth, recebendo os prêmios de melhor série e de melhor roteirista.

Jeff Lemire, Pipoca & NanquimCapa de O ninguém, publicado pela Pipoca & Nanquim

Agora, só nos resta ficar atentos a quando sairá Joker: killer smile aqui no Brasil. Provavelmente ela sairá mensal ou bimestralmente nas bancas, e, a depender da demanda, é possível que, depois de certo tempo, o quadrinho seja publicado em formato de luxo, com capa dura e tratamento especial nas páginas, além de extras que acrescentam muitas informações e curiosidades.

Destaco que isso não é um fato nem está registrado em lugar nenhum; todavia, isso aconteceu recentemente com Antes de Watchmen, que saía em publicações simples e passou a ser publicada em encadernados que continham duas histórias diferentes. E, em se tratando de Coringa (e mais: um Coringa escrito pelo Lemire), não creio que a procura será baixa.

Um comentário sobre “Overdose de Coringa: Jeff Lemire e Andrea Sorrentino lançam “Killer smile”, a nova HQ do personagem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s