Crítica | Frozen 2: mais uma sequência que decepciona apesar do valor emocional contido nela

É de conhecimento geral que na maioria das vezes que é lançada uma continuação de uma franquia de sucesso, a segunda parte da história não é tão de sucesso assim (pra não dizer que é péssima). É só olharmos para os clássicos da Disney e até mesmo para os novos clássicos, como o brilhante Malévola de 2014 e sua fracassada sequência. 


E com Frozen 2 o problema se repete, porém não de forma totalmente desastrosa quanto o filme estrelado por Angelina Jolie e Elle Fanning, pois ainda temos Olaf, o verdadeiro protagonista da animação, e a perfeita dublagem do Fábio Porchat, que se encaixa maravilhosamente no personagem (não consigo imaginar outra pessoa para dublar o boneco de neve mais carismático das animações Disney sem ser ele). 

A trama ocorre 3 anos depois dos acontecimentos do primeiro longa, fazendo um paralelo com o passado dos pais das irmãs Anna e Elsa. Dessa forma, logo no início, é utilizado o recurso do flashback para nos transportarmos para a infância do pai das meninas, na qual ele aparece ao lado da tropa de seu pai, avô delas, a fim de Arendelle conseguir selar aliança com o povo de Northuldra, seres que apesar de não possuírem magia (são humanos “comuns”), respeitam e convivem bem com ela. Principalmente, com a mágica advinda dos espíritos elementais; água, ar, terra e fogo. 

Lembra de Pocahontas e Avatar? pois, então, a relação do povo da floresta de Northuldra com a natureza é da mesma forma. E já dá pra imaginar as intenções de Arendelle nisso tudo, né? É a velha batalha dos seres humanos (e sua personalidade ambiciosa) contra a natureza e seus defensores. Nada de novo.

E é claro, que os pais de Anna e Elsa eram cada um de um desses grupos rivais. Ela salva a vida dele, se apaixonam e isso gera uma união entre os dois lados. Bem previsível mesmo, Pocahontas já tinha feito isso lá em 1995 de forma bem mais atraente.

Diante da batalha entre as tropas de Arendelle e os Northuldra, os espíritos da floresta se irritam e em resposta, selam sua entrada. Até que passado longos anos, a floresta desperta e chama por Elsa. Só que dessa vez a famosa rainha de gelo, dona do hit de sucesso Let it Go, não está sozinha em sua jornada, contando com a ajuda de sua insistente irmã – que não permite ficar pra trás de novo -, Kristoff e o divertido Olaf. 

Se no primeiro filme, Elsa era a irmã que brilhava mais, em Frozen 2, ela divide o protagonismo com Anna. Não tem mais essa de “existia uma irmã capaz e outra incapaz”, como diz Olaf na melhor cena do longa. Anna não é mais aquela menina bobinha e ingênua de antes, que servia apenas de coadjuvante para Elsa.

Agora, a força e importância das duas está pareo a pareo. A própria Anna deixa claro que conseguiu enfrentar todos aqueles obstáculos retratados no primeiro filme mesmo sem possuir magia, contando apenas com sua coragem e inteligência emocional. Kristoff, é outro que também tem maior relevância no segundo longa, com destaque para sua cena musical estilo boy band.

Embora Frozen 2 tenha um enredo batido e previsível e não possua uma trilha sonora tão marcante quanto seu antecessor, ainda assim vale a pena pelo valor emocional que seus personagens têm tanto para o público infantil quanto para os mais velhos. 

Afinal, o primeiro Frozen fez um sucesso estrondoso, gerando muito lucro pra Disney (é só ver a quantidade de mercadoria sobre o filme espalhada por aí. Tem desde material escolar até bolo de aniversário) e tornando as irmãs Anna e Elsa, assim como Kristoff e Olaf, mundialmente conhecidos e amados. Provando que, realmente, o carisma dos personagens de Arendelle conquistou o coração de todo mundo. Por isso, por mais que sua sequência decepcione quem estava criando altas expectativas, muita gente vai gostar só pelo fato de ter a oportunidade de rever esses personagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s