Crítica | Eu nunca… (Never Have I Ever em inglês)

Recentemente, a plataforma de streaming Netflix lançou uma série chamada Eu nunca… (Never Have I Ever em inglês) de temática teen. Inspirado na vida adolescente de Mindy Kaling (The Mindy Project) em que retrata seus maiores amores, amigos, familiares e a frustração de sua vida típica cotidiana. A plataforma já vem investindo há um tempo em produções próprias dessa temática, porém, essa parece ser a mais realista e próxima da geração possível.

A série inicia-se com a protagonista Devi Vishwakuma (Maitreyi Ramakrishnan) uma típica garota adolescente de origem indiana nascida e criada nos Estados Unidos, mais precisamente na Califórnia. Ela está com os hormônios a flor da pele e quer a todo custo ser popular e ter sua vida sexual ativa. A jovem de 15 anos conta com suas duas melhores amigas, Eleanor (Ramona Young) e Fabíola (Lee Rodriguez) e, assim, elas embarcam em uma série de eventos para subir na camada social escolar a fim de se tornarem popular e arrumar possíveis namorados.

Logo, nos primeiros episódios, é mostrado o falecimento do pai de Devi no meio de seu concerto de música da escola. Após isso a menina adquire traumas, encerrando sua carreira na música e perdendo o movimento das pernas, tendo que se locomover por cadeira de rodas, isso tudo durante suas férias de verão. Mas, assim como perdeu os movimentos, eles retornam do nada, e nem os médicos conseguem explicar o corrido.

Embora a série retrate situações difíceis, ela é do gênero comédia e possui várias sátiras ao longo de seus 10 episódios de aproximadamente 30 minutos cada. Tem uma pitada de humor ácido que faz com que seja tão querida e tenha sido tão bem recebida pelo público.

Davi é uma menina comum que está aprendendo a lidar com a cultura de seu país conciliando com a dos E.U.A. Ela vive intensamente todos os dias e não tem medo de expressar seus sentimentos. Só quando se trata de seu pai, ela fica um pouco mais resguardada e procura outro foco e por isso, vemos ela sempre conversando com uma psicóloga ao longo do seriado.

Não podemos esquecer de citar a “paixonite” que a protagonista tem pelo atleta mais velho Paxton Hall-Yoshida (Darren Barnet) no qual sempre teve uma quedinha e está disposta a ir aos “finalmentes” com ele. Para isso, ela só precisa fazer com que ele a note. A partir disso começam uma série de conflitos, intrigas e mentiras por conta desse relacionamento ou melhor, não relacionamento entre os dois.

Diversas vezes Devi teve que tomar decisões que afetariam sua convivência com sua mãe e suas amigas, mas, será que ela acertou ?

A série foi criada por Mindy Kaling e Lang Fisher, indo ao ar pela primeira vez dia 27 de abril de 2020. O roteiro é bastante simples com algumas poucas conversações indiana e o enredo sempre está focado em Devi e em suas escolhas, acompanhando-a em todas as narrativas. Uma curiosidade é que a protagonista Maitreyi Ramakrishnan foi escolhida diante de 15 mil meninas, e a série é narrada pelo ex-tenista profissional John McEnroe. Não se tem uma confirmação, mas o público já pede por uma segunda temporada.

Eu nunca.. é uma ótima série e retrata a vida de uma adolescente comum sem aqueles clichês óbvios de outras tramas, além de nos entregar atores reais que realmente parecem estar no colegial, diferente, por exemplo, da série também teen, Riverdale. Sendo assim, pode sentar e maratonar sem medo esse singelo, pequeno e simbólico seriado.

E já que você acompanhou até aqui, confira o trailer:

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s