Resenha | Vermelho, branco e sangue azul

images - 2020-07-30T143827.556

O que pode acontecer quando o filho da presidenta dos Estados Unidos se apaixona pelo príncipe da Inglaterra?

Vermelho, branco e sangue azul é uma história de romance entre o Alex, o filho da presidenta dos EUA, e Henry, príncipe da Inglaterra. A autora, Casey Mcquiston, ganhou os prêmios Goodreads Choice Awards de Melhor Romance e Goodreads Choice Awards Best Debut Novel ano passado com o livro.

Nos últimos anos estão sendo lançados muitos livros onde os personagens principais são LGBT+. Com certeza você já ouviu falar de ‘’Love, Simon’’, ‘’Dois garotos se beijando’’ ou ‘’Me chame pelo seu nome’’! Isso é ótimo porque consumimos por anos romances héteros e sem nenhum outro tipo de diversidade e parece que as coisas estão começando a mudar. Imagino como deve ser incrível para os adolescentes LGBT+ conseguirem se identificar com algo. E diversidade é algo muito presente em Vermelho, branco e sangue azul.

Quando falo de diversidade não estou falando só por ser um livro com romance gay. O Alex é meio mexicano e não é branco, na capa do livro temos uma ilustração onde o Alex aparece com a pele escura. O livro também nos apresenta personagens femininos muito fortes. Já começa pelo fato dos EUA serem liderados por uma mulher, coisa que na vida real até hoje não aconteceu. Tanto a mãe do Alex, quanto a irmã, June, e a melhor amiga, Nora, são extremamente inteligentes, corajosas, perspicazes, divertidas e independentes. Em nenhum momento a aparência delas é algo relevante para história delas.

Falando mais sobre os personagens, todos são muito bem construídos e são importantes na história, desde as famílias dos protagonistas até os funcionários deles. Aliás as famílias são fundamentais para entender melhor os personagens principais.

Agora, sobre o romance em si, a história é bem leve e divertida. Aqui você não vai encontrar aqueles dramas habituais de histórias LGBT+. Temos dois personagens seguros de si e que sabem o que querem. O romance é mais do que só cenas de amor, a amizade entre Alex e Heny é muito bonita e divertida. Os diálogos entre eles falando sobre a vida, dúvidas e futuro são muito bons. O início do romance é bem clichê, com os dois se odiando, mas se você não gosta disso, tudo bem, não dura muito tempo.

Para quem gosta de assuntos relacionados a realeza e governo esse livro é ótimo. Você vai poder sentir um gostinho daquele mundo, mesmo que de mentirinha. Você vai ver os conflitos, a questão de segurança, o luxo, a burocracia etc. A mãe do Alex, presidenta dos EUA, até nos faz ter esperança em governantes e faz o Estados Unidos parecer um país legal haha.

Este livro me fez pensar em quantos homossexuais não passaram pela cadeira de presidente dos EUA ou pela realeza. Quantas histórias devem ter sido escondidas nos palácios ou casa branca. Nós não devemos saber ⅓ da vida dessas pessoas. Imagino quantos contratos de confidencialidade e até morte aconteceram para que segredos não fossem revelados. Ah, se as paredes falassem!

O livro vai ganhar adaptação pelo Amazon Prime, não sabemos ainda se será uma série ou filme. Eu sinceramente espero que seja um filme, não acho que a história rende uma série. Enfim, para todo mundo que está procurando uma história bem escrita, leve e divertida este livro é uma ótima pedida. A história flui tão bem que quando você for ver já acabou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s