Complexo de Ezequiel

Desde cedo tentamos encontrar nosso lugar no mundo. Queremos ser valorizados e reconhecidos por nossas qualidades e por causa disso, a aprovação dos outros é algo que todos buscam, em maior ou menor grau, ainda que muitos não assumam

Ninguém quer ser só mais um, sem destaque entre os demais. É normal buscarmos nossa originalidade, aquilo que nos torna especiais e, todo ser humano é único e insubstituível à sua maneira. Todo mundo possui algo dentro de si que não existe em ninguém mais. Pode ser um jeitinho específico de falar, pensar, se comportar ou até mesmo sentir. Exatamente por isso que todas as pessoas são necessárias para o mundo continuar girando. 

E mesmo que haja muita gente parecida por aí, completamente idêntica é impossível. Todos têm algo a acrescentar que não teria como ser preenchido por outro alguém. 

Portanto, querer se sentir especial é normal, o problema é quando isso se transforma em algo mais grave como uma personalidade narcisista ou como alguns preferem chamar; complexo de sol”. O que é o caso do personagem Ezequiel (interpretado pelo ator João Miguel) na série brasileira da Netflix, 3%

Sinopse oficial de 3%

Em um futuro pós-apocalíptico não muito distante, o planeta é um lugar devastado. O Continente é uma região do Brasil miserável, decadente e escassa de recursos. Aos 20 anos de idade, todo cidadão recebe a chance de passar pelo Processo, uma rigorosa seleção de provas físicas, morais e psicológicas que oferece a chance de ascender ao Maralto, uma região onde tudo é abundante e as oportunidades de vida são extensas. Entretanto, somente 3% dos inscritos chegarão até lá. 

Série brasileira da Netflix 3% disponibiliza versão online da seleção

Quem é Ezequiel?

ESMIUÇANDO A CULTURA NERD: RESENHA SÉRIE: 3%

Ezequiel é um personagem bem complexo e misterioso. No início da série ele dá a impressão de ser um homem extremamente sádico, manipulador, excêntrico e desumano. Só que durante o decorrer da primeira e segunda temporada, vamos descobrindo os motivos dele ser o que é. 

Assim como todos os habitantes do Maralto, Ezequiel também veio do continente e foi aprovado no processo. Só que nem sempre ele compactuou com as ideologias do casal fundador. Muito antes dele sequer sonhar em comandar o processo, ele morava no orfanato que acolhia jovens sem família, com o objetivo de recrutá-los pra causa. Foi ele quem sugeriu ao líder do movimento de colocar infiltrados no processo a fim de destruir o Maralto por dentro. 

Mas ele não queria apenas entender como funciona o “lado de lá” e cumprir seu papel de membro da causa. Ele queria mais do que tudo, ser especial. Desejava ser o herói da causa, superior perante os outros. 

✨ João Miguel ✨ | Wiki | Novelas Amino BR Amino

Contudo, ao ouvir do velho da causa que ali todos são iguais, sem distinção, Ezequiel se revolta. Afinal, ele não queria ser só mais um ali. Ele almejava ser O MELHOR, o “filho” preferido entre os orfãos. 

Ele entende a negação do velho em colocá-lo como infiltrado como uma ofensa ao seu potencial, como se ele não fosse capaz de passar no processo. O que não era o caso. Muito pelo contrário. A causa acreditava que muito provavelmente ele seria aprovado. Só que o medo deles era que o Maralto o corrompesse justamente pelo complexo de superioridade que ele tinha. 

O Maralto é uma ilha de sedução. Tem que ser muito resistente pra não sofrer lavagem cerebral naquele ambiente. Tudo lá alimenta a ideia que seus habitantes são superiores, merecedores e especiais. É uma forma de torná-los obedientes e fiéis ao processo. E pessoas suscetíveis, com necessidade de serem vistas como especiais, como o Ezequiel, caem facilmente nessa ideologia. 

Netflix: Vertin Moura integra elenco da segunda temporada da série 3% - De  Primeira Categoria
Ezequiel jovem durante seu processo

Além disso, como o velho da causa diz, o princípio principal da causa é colocar o coletivo acima de necessidades individuais (e isso também pode ser muito ruim quando é levado ao extremo) e o Ezequiel enfatiza a palavra “Eu” o tempo inteiro. Mais um motivo pra ele não ser o infiltrado ideal. 

Diante disso, Ezequiel abandona a causa e se candidata ao processo, acabando por se render aos dogmas do Maralto. Ele leva as palavras do velho para o pessoal e por isso, ao atingir uma posição de poder no Maralto, ele se dedica a acabar com a causa, perseguindo e torturando seus seguidores com fervor. 

Porém, no fundo, continuava infeliz. Rico, poderoso e tratado como alguém especial, assim como queria, mas ainda assim infeliz. Até porque, por mais contraditório que pareça, todo complexo de superioridade esconde um complexo de inferioridade por trás. Se a pessoa faz tanta questão de parecer melhor que todo mundo é porque na verdade ela se vê como inferior e tem uma insegurança gigante sobre suas próprias capacidades. Quem realmente sabe seu valor não precisa competir nem jogar isso na cara de ninguém. Já leva isso como uma verdade inquestionável e irrefutável. 

3% (1ª Temporada) - 25 de Novembro de 2016 | Filmow
Cartaz da 1ª temporada

Ezequiel até parecia ser um homem autoconfiante. Mas só na superfície. Na realidade, carregava várias crenças negativas a próprio respeito, camufladas por uma fantasia de indivíduo de sucesso. 

Ele tinha a ilusão de que as pessoas do Maralto enxergavam nele um diferencial que a causa nunca conseguiu ver. Enquanto na causa ele seria tratado sempre como igual a todos, sem ser melhor ou pior, no Maralto ele era visto pela primeira vez como especial. Mas o que ele achava que era tratamento especial e reconhecimento, era apenas uma forma esperta e ardilosa de usá-lo para realizar os propósitos do Maralto e depois cuspi-lo quando ele não fosse mais necessário. Nada além disso. 

Crítica: 3% Netflix 1x06: Vidro | Série Maníacos

Se você reconhece em você um pouco de complexo de Ezequiel espero que esse texto tenha te ajudado de alguma forma. Mas se você conhece alguém que parece ter, manda esse texto pra ele (a) como quem não quer nada. Quem sabe não faz com que essa pessoa se entenda melhor?

Canal Cultura eZAUtada

2 comentários sobre “Complexo de Ezequiel

  1. Pingback: O legado de 3%

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s