Crítica | Tenet: um entretenimento dinâmico, porém maçante e confuso

Tenet é um filme explosivo, seja pelos fatores de ficção científica, onde as inúmeras explicações e teorias vão fritar o cérebro de muita gente, até a questão visual, com as inúmeras lutas e cenas de ação. É um filme típico do Nolan, e não deixa a desejar para nenhum longa que ele já tenha feito, apesar de não ser o melhor de todos. Porém, é um filme maçante, e assisti-lo no cinema pode se mostrar uma experiência cansativa. Mesmo assim é uma boa pedida para quem gosta de um bom filme de ação e ficção científica pesada. Continuar lendo Crítica | Tenet: um entretenimento dinâmico, porém maçante e confuso

Crítica | A Convenção das Bruxas: O clássico de Huston e o infantil de Hathaway

A palavra original por etimologia liga-se à ideia de origem. Ser original transpõe ser criativo, isso fala mais sobre o que provém de uma origem, de uma raiz. “A Convenção das Bruxas” com Anne Hathaway é esse original que se perde da sua origem, “A Convenção das Bruxas“, com Anjelica Huston. O novo filme não peca por ser criativo, ele tem uma criação própria e … Continuar lendo Crítica | A Convenção das Bruxas: O clássico de Huston e o infantil de Hathaway

Reboot | Remake | Remasterização | Prequel | Sequência | Spin-off – Qual a diferença?

Existem vários tipos de produções, seja em filmes, séries de TV, e várias outras mídias. E dentro desses tipos nós ouvimos termos que podem confundir muitos desavisados. Afinal como sabemos se um filme é remake ou remasterização? Qual a diferença de prequel e reboot? O que é um spin-off? Pensando nisso, decidi escrever esse artigo para tentar trazer uma explicação sobre esses termos. Então, vamos lá. Continuar lendo Reboot | Remake | Remasterização | Prequel | Sequência | Spin-off – Qual a diferença?

Crítica | Mulan – A lenda sob nova roupagem

A cultura asiática atualmente tem muita influência no mundo do entretenimento. A China principalmente. A versão live action da Mulan da Disney é um exemplo do quanto um estúdio está disposto a agradar um mercado, mesmo que isso signifique sacrificar a identidade de seu próprio projeto. Baseada na animação lançada em 1998, que por sua vez é uma adaptação da famosa lenda de Mulan escrita entre os séculos II e IV d.C., será que essa nova história dirigida por Niki Caro é digna da original? Continuar lendo Crítica | Mulan – A lenda sob nova roupagem

3 X vezes Mãe – Três diálogos de perdas e afeições

Qual é o sentimento dominante que se instaura na recepção do universo materno quando os seus rebentos lhes contam que são gays? Pois bem: três espetáculos que estão em cartaz nos palcos cariocas, abordam essa questão na cena contemporânea, dois deles com pegadas documentais e que apontam a problemática desse drama como intercessão em suas respectivas dramaturgias. Continuar lendo 3 X vezes Mãe – Três diálogos de perdas e afeições

CRÍTICA | Gota d´Água Preta: Precisamos enegrecer nossas referências

O espetáculo se divide em dois núcleos: opressores e oprimidos, e, o resultado dessa sociedade partida é o lugar do qual enxergamos o Brasil, guiados pela perspectiva de leitura que o encenador conduz em sintonia com a primazia do texto. Continuar lendo CRÍTICA | Gota d´Água Preta: Precisamos enegrecer nossas referências